3º aniversário do UnderLX

3º aniversário do UnderLX - uma reflexão sobre o nosso terceiro ano, num momento em que a única garantia é a incerteza

Vivemos momentos atípicos, em que muitos quebraram as suas rotinas. Acabamos por entender a passagem do tempo de forma diferente, mas, de facto, ainda e já é dia 24 de março. Assim, passam hoje 3 anos desde a primeira apresentação pública do UnderLX, num obscuro fórum online, numa altura em que o nome do projeto ainda estava por decidir, e a sua abrangência era uma fração da atual. O UnderLX tem agora tantos anos, quanto uma unidade tripla tem carruagens! Como fundador do projeto, cabe-me fazer a retrospectiva de mais um ano, em nome de toda a equipa.

O terceiro ano do projeto foi, globalmente, menos agitado que o segundo ano, que por sua vez já tinha sido menos agitado que o primeiro. No entanto, houve momentos pontuais de grande surpresa, agitação e inovação. O projeto continuou a crescer em número de utilizadores e seguidores; ainda que as funcionalidades introduzidas neste último ano não tenham sido numerosas, seguramente que foram das mais impactantes. Falamos, claro, da disponibilização dos tempos de espera oficiais, conforme fornecidos pelo Metro de Lisboa, na nossa aplicação e site, em setembro passado.

A disponibilização dos tempos de espera era uma funcionalidade pela qual ansiávamos desde a criação do projeto, tanto que muitos dos nossos esforços ao longo dos primeiros dois anos e meio foram precisamente no sentido de aproximar estes dados via crowdsourcing. Foi com muito alívio e euforia que vimos parte desses esforços serem tornados redundantes, através da disponibilização de dados oficiais exactos.

Mas o ano que passou não se resumiu aos tempos de espera. Em junho passado, lançámos o PosPlay para o público em geral, depois de muitos meses de lento desenvolvimento. Está longe de ser um jogo completo, mas que mesmo assim conseguiu um grupo de fiéis participantes. Em outubro, apresentámos o portal para programadores, consumando assim a abertura da nossa API para a utilização gratuita por terceiros.

O número de utilizadores da aplicação apresentou uma tendência muito positiva, ainda que contrariada pelos acontecimentos recentes:

Número de instalações activas da aplicação, ao longo do último ano

Não queremos iludir ninguém: apesar de momentos pontuais que contrariam esta tendência, o ritmo de desenvolvimento do projeto continua baixo, e a diminuir progressivamente. Todos os motivos que identifiquei aquando do segundo aniversário continuam válidos: falta de motivação, um desvio do tempo livre para outros projetos e actividades, e ao nível do desenvolvimento de software, tudo continua a passar por uma só pessoa. Tal como dissemos há um ano atrás, o valor do trabalho realizado não se perde só pelo abrandamento do ritmo de desenvolvimento. O projeto continuará a existir, e continuaremos a desenvolvê-lo conforme houver possibilidade e consoante fizer sentido. Além disso, existe muito mais UnderLX para além do software. Por exemplo, a nível de acompanhamento de todas as novidades Metropolitanas, continuamos a ótimo ritmo, cumprindo os nossos objectivos de informar os utilizadores e aficionados do Metro de Lisboa sobre todos os assuntos relacionados com este.

A nível mediático, tornou a ser um ano calmo, com algumas menções ao projeto em diferentes artigos, nomeadamente aquando da disponibilização dos tempos de espera. Tornámos ainda a colaborar com a revista Sábado, fornecendo dados para a elaboração de uma retrospectiva de 2019. Toda a exposição mediática ajuda à popularização do projeto, mesmo quando não passa de uma menção ao UnderLX enquanto fonte de dados. Dito isto, é com alívio que constatamos que o media frenzy que se verificou entre novembro de 2017 e fevereiro de 2018 não se tornou a repetir. Isto porque colaborar na produção de artigos acerca do projeto e lidar com a consequente exposição mediática também acaba por consumir uma porção significativa do tempo que temos para o projeto.

Continuamos a ser um projeto independente, sem qualquer tipo de parceria institucional. Somos generosamente apoiados por todos os que contribuem através do nosso Patreon e de donativos singulares. É este apoio que garante a continuidade do projeto, e que evita que tenhamos que explorar alternativas, como anúncios ou patrocínios, para cobrir os custos operacionais. Agradecemos muito este apoio.

Como nota final, a atual macrosituação nacional e mundial não passa ao lado do projeto. O UnderLX, tal como o Metro de Lisboa e todos os portugueses em geral, sentiram fortemente o desacelerar da sociedade. Numa altura em que urge ficarmos em casa, pela nossa saúde e pela dos outros, o papel do nosso projeto é mais irrelevante do que nunca. Não temos dúvidas que, mais tarde ou mais cedo, a normalidade voltará, e nesse futuro, aqui estaremos para o acompanhar, apertados num comboio de três carruagens, com medo dos carteiristas e de nada mais.

Muito obrigado a todos por nos acompanharem neste terceiro aniversário!

Esperamos que se mantenham connosco para assistir ao quarto! 🎉